c5f1ef09-d4d8-417e-9656-53d8e0d7cff8.jpg
Renata Gesomino

Doutora em História e Crítica da Arte pelo PPGAV-UFRJ. Mestre em História e Crítica da arte pelo PPGAV-UFRJ, bacharelado em artes plásticas - pintura pela Escola de Belas Artes da UFRJ. Possui licenciatura em educação artística pela UCAM-AVM. Tem experiência na área de Artes Visuais com ênfase em Pintura Moderna e Contemporânea, estudos pós-coloniais e nas relações entre arte e política. Atualmente produz textos e resenhas críticas exercendo a atividade como crítica de arte e curadora independente. Professora adjunta do Departamento de Ensino da Arte e Cultura Popular do IART-UERJ. Coordenadora do projeto de extensão da UERJ MACP.

a668f4c9-4b29-4e9f-81f1-09c9660cf12f.jpg
Clarisse G. S.(2018-2021)

Clarisse Gonçalves, 1998. Graduação em história da arte em andamento na UERJ. Pesquisadora e historiadora da arte situada no Rio de Janeiro. Atualmente pesquisa manifestações artísticas periféricas, negras, e afrodescendentes no estado do Rio de Janeiro. Bolsista do projeto “Mapeando Arte e Cultura Visual Periférica” e colunista da Revista Desvio.

4f613252-2a7e-4858-8637-7668e490a7c0.jpg
Beatriz Albuquerque

Graduanda em Artes Visuais pela UERJ. Carioca da Zona Norte. Tem experiência como arte-educadora em museus e centros culturais da cidade. Atualmente é pesquisadora do projeto de extensão Mapeando Arte e Cultura visual Periférica e do Laboratório de Cinema e Vídeo.

23d5e9e7-a08f-45a3-9b5e-1f1a54861d62.jpg
Victória Lopes

Graduanda em Artes Visuais, UERJ. Pesquisadora, arte-educadora, designer e moradora da Baixada Fluminense do Rio de Janeiro. Tem experiência como mediadora em museus e centros culturais. Pesquisa modos de descentralização e descolonização dos aparatos culturais do Rio de Janeiro e valorização educacional da arte periférica. Integra o grupo de pesquisadoras do projeto “Mapeando Arte e Cultura Visual Periférica”.

fotobio Barbara Copque.jpg
Bárbara Copque

Amo a Portela, meu time é o Madureira e fotografo desde pequena. Sou pós-doutora em antropologia, dei máquinas fotográficas para crianças em situação de rua, entrei com máquinas nos presídios cariocas e sempre utilizo a fotografia nos meus estudos sobre violência institucional; participo do coletivo Negras[fotos]grafias, publiquei livros, artigos, realizei ensaios fotográficos, vídeos etnográficos e participei de exposições individuais & coletivas, a ultima no Museu de Arte do Rio de Janeiro/MAR, na exposição “Casa Carioca”. Atualmente sou profª adjunta na UERJ, onde subchefio o Departamento de Formação de Professores e coordeno o Núcleo de Estudos Visuais em Periferias Urbanas, participando também, do grupo Afrovisualidades.

Luciana Ramos

É estudante de graduação no curso de História da Arte na UERJ e moradora de Jacarepaguá. Participou da equipe de design na Arroba Galeria e atualmente é voluntária do projeto "Mapeando Arte e Cultura Visual Periférica”.

WhatsApp Image 2021-03-19 at 11.37.15 AM
Yoko Nishio

É artista visual, professora adjunta da Escola de Belas Artes da UFRJ e pesquisadora. Começou a se dedicar ao tema da violência no doutorado, que teve como objeto a análise de desenhos e inscrições nas paredes de prisões e delegacias. É doutora e mestre em Artes Visuais pela EBA/UFRJ. Tem diversos trabalhos publicados sobre a relação imagem e violência. Expôs em 2018 no 9º Salão dos Artistas Sem Galeria, nas galerias Zipper (SP), Sankovsky (SP) e Orlando Lemos (MG) e no Abre Alas 14, na galeria Gentil Carioca. Atualmente é pesquisadora do NuVisu - Núcleo de Estudos Visuais em Periferias Urbanas, com o estudo Pintura e Materialidade: imagens da violência e do controle.

Rafael O' Santza

Ator, diretor, dramaturgo e professor de Artes com experiência em educação pública e privada. Coordenador do coletivo teatral Experiment-Art, que promove ações, nos territórios populares, de Duque de Caxias, há dez anos. Atualmente é mestrando do programa de pós graduação, em Artes, da UERJ (PPGARTES).

eu mesma sofia.jpg
Sofia Skmma

Artista, mestranda no programa de pós graduação em artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e graduada em bacharelado em artes visuais pela mesma universidade. Minha investigação é pautada na pesquisa visual da presença do corpo e a relação entre sujeito e alteridade. Analiso e examino em diferentes meios o rastro da violência com a qual o corpo forja sua identidade mas que, nos processos de subjetivação, se torna docilizada. Me interesso profundamente pelos processos de harmonização de forças conflitantes e paradoxais e, por isso, as questões trabalhadas passam por gênero, decolonidade, loucura e espaço urbano, retratadas direta ou indiretamente nos trabalhos.

Captura de Tela 2022-03-29 às 16.42.41.png
Thaiane Barbosa da Silva

Fotógrafa, diretora de fotografia (AIC- RJ), cientista social (UERJ) e gerenciadora de mídia audiovisual (GMA). Atualmente é doutoranda em Planejamento Urbano e Regional pelo IPPUR (UFRJ). Campos de estudos e áreas de interesse: estudos urbanos, antropologia visual, favelas e representações sociais, fotografia e cinema. Em paralelo a área de pesquisa, tem buscado desenvolver trabalhos autorais que dialoguem fotografia com o audiovisual.

159b3be9-6a20-494d-bf7e-b64627f544d4.jpg
Mariana Vidal

Bangu, Rio de Janeiro. Arte educadora com licenciatura em Artes Visuais pela UERJ, onde também cursa o bacharelado. Atualmente integra três grupos de pesquisa na universidade: Mapeando Arte e Cultura Visual Periférica, Laboratório de Cinema e Vídeo e Campo Experimental da Imagem.
 

302ba39f-7a84-4f47-8de6-a03e9295c73c.jpg
Lisa Miranda

Mestranda em Arte e Cultura Contemporânea PPGARTES/ UERJ. Pós graduanda na especialização em Saberes e Fazeres no Ensino de Artes Visuais no Colégio Pedro ll. Graduada em Artes Visuais /UERJ. É professora de artes e pesquisadora de estudos feministas. Tem experiência como arte/educadora em museus e centros culturais no Rio de Janeiro.  Integrante do grupo de extensão Mapeando Arte e Cultura Visual Periférica MACP/UERJ e do grupo de pesquisa MOTIM - Mito, rito e cartografias feministas nas Artes (CNPq).

Screenshot_1.png
George Magaraia

É fotógrafo, graduado em Comunicação Social na UFRJ e História da Arte na UERJ e Graduando na Universidade Indígena Aldeia Marakanã e em Licenciatura em Artes Visuais na UERJ. Atuante em fotografias de imprensa e eventos coorporativos desde 2002, Desenvolve duas linhas de pesquisa de trabalhos autorais: Espectros e Povos Tradicionais, onde acompanha e registra as atividades da Universidade Aldeia Marakanã desde 2011. Bolsista do projeto “Mapeando Arte e Cultura Visual Periférica”. Parte de sua produção está disponibilizada no site: georgemagaraia.com.br.

RossanaF_autorretrato02 b.JPG
Rossana Fraga

Entusiasta das brincadeiras de rua, das relações matriarcais e das turmas de bate-bola. Sou do bairro de Anchieta e desde os 16 anos mantenho estreito contato com o universo da fotografia e das artes visuais.Sou Mestra em Ciências Sociais pelo PPCIS da UERJ, Pós Graduada Lato Sensu em Sociologia Urbana pela mesma instituição e graduada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense. Desde 2014 venho me aprofundando na temática dos direitos humanos e dedicando-me ao estudo da sociedade e meios culturais utilizando a fotografia e o vídeo como ferramenta de pesquisa para propagação de informação e/ou denúncia, incluindo registros de pesquisa de campo sobre coletivos e artistas feministas periféricas.

  • Instagram
Sil Marcelina - Fotos Eloi Leones-29.jpg
Silvana Marcelina

Mulher, negra, oriunda da Baixada Fluminense, filha de pedreiro e de empregada doméstica. Graduada e mestra em Serviço Social pela UFRJ. É especialista em Linguagens Artísticas, Cultura e Educação pelo IFRJ e discente de Artes Visuais na UERJ. Atua como artista, curadora e educadora. Também é uma das idealizadoras e integrantes do núcleo editorial da Revista Corre - arte pensamentos produção. É interessada em macro e micro políticas, reflexão crítica e afetos.

Mariana Motta Machado.jpg
Mariana Motta

Mariana Motta Machado, nascida e criada no subúrbio carioca, apaixonada por carnaval de rua e entusiasta por mapas desde a infância. Geógrafa e mestranda em Geografia pela UERJ, trabalha com mapeamento e GIS desde 2016. Atuou profissionalmente em Órgão Ambiental, Escolas Municipais Fluminenses e desde 2018 atua como geógrafa no Sistema de Gestão da Geoinformação na prefeitura de Niterói.  Entre as principais atribuições estão a produção de mapeamentos cartográficos, desenvolvimento de painéis, gestão de bancos de dados e informações para suporte nas políticas públicas em Niterói.